Acordes

Junte-se a milhares de tecladistas inteligentes e receba atualizações,
artigos e aulas exclusivas para levar sua musicalidade a um alto nível

Exemplificando o Acorde com Baixo invertido na vida real | Dica de Teclado #56

Fala tecladista! Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano, para a Dica de Teclado #56. E hoje a gente vai falar novamente sobre o acorde com baixo invertido, mas agora com ele sendo usado na vida real.

Parece que existe uma barreira entre a teoria e a prática. É normal ela existir, mas romper essa barreira em cada assunto, é primordial.

E hoje vou apresentar uma música que tem acordes com baixo invertido, para que possa te ajudar a ter essa visualização do acorde em uma cifra, te mostrando como ele vai funcionar na vida real.

Você está pronto? Porque eu estou! 😉

Vamos lá então!!

 

Aprenda teclado ou piano de forma inteligente.

Aproveite agora!

O QUE É UM ACORDE COM BAIXO INVERTIDO?

Uns dias atrás a gente estudou o acorde com baixo invertido, que é aquele que enfatiza uma nota no baixo, que não seja a fundamental.

Vamos ver um exemplo?

O acorde de C é formado pelas notas , mi e sol, lembra?

A nota mais importante deste acorde é ela mesma, ou seja, a nota dó é a nota fundamental.

Mas o que aconteceria se a gente enfatizasse outra nota, que não fosse a nota fundamental? Tocando a nota mi ou a nota sol na região grave.

Quando tocamos uma nota, que não seja a fundamental, na região mais grave resulta no acorde de C, com a nota enfatizada em “mi”, por exemplo. Ou, no caso da nota sol, ficaria o acorde de C com a nota enfatizada em “sol”.

A cifra de um acorde com o baixo invertido é assim:

C/E (Dó com baixo em mi)

No caso do baixo estar na nota sol ele ficaria assim:

C/G (Dó com baixo em sol)

O interessante é perceber que, cada uma das inversões enfatiza uma nota e isso causa um efeito diferente nos ouvintes, podendo transmitir sensações mais rebuscadas.

O ACORDE COM BAIXO INVERTIDO NA VIDA REAL

Vou mostrar um exemplo para você de uma canção que usa muito o baixo invertido.

A música é “Perto Quero Estar”, de Michael Smith. Pode ser que você não conheça esta música, mas não tem problema, porque estamos aqui para analisar os acordes dela.

Veja:

Observe como a maioria dos acordes tem o baixo invertido!

Os acordes que se encaixam aqui, no nosso assunto de hoje são: E/G#, D/F# e o D/A.

O E/G# (mi com baixo em sol sustenido) é uma inversão do baixo do acorde. O acorde de E (mi maior) tem as notas mi, sol# e si.

Aí o compositor quis causar um efeito diferente e colocou a nota sol# na região grave, enfatizando ela.

Veja uma maneira de tocar este acorde:

O outro acorde é o D/F# (ré com baixo em fá sustenido) ele também é um acorde com baixo invertido. As notas do acorde de D (ré maior) são: , fá# e . Aqui o compositor também usou do baixo invertido para causar uma sensação diferenciada, neste caso ele usou o 3° grau do acorde para enfatizar.

Veja uma das maneiras de tocar o acorde de ré com baixo em fá#:

O próximo acorde é o D/A (ré com baixo em lá), que igual o D/F# tem o acorde fundamental o D (ré maior). Mas aqui ao invés de enfatizar a nota fá# o compositor enfatizou a nota , que é o 5° grau do acorde.

Veja uma das maneiras de tocar este acorde:

Perceba que, apesar de ter o acorde fundamental igual, os acordes de D/F# e D/A causam diferentes sensações quando o tocamos.

Conseguiu ouvir isso? Se não, tente tocar um após o outro e fique atento ao que vai sentir quando tocar cada um.

BÔNUS!

Aí vai um bônus pra você! Mais um exemplo de um acorde com o baixo invertido.

Veja a música O sol, do Vitor Kley

Apesar de ter vários acordes na cifra com extensão,  estamos interessados apenas no primeiro acorde, que é o A/C# (lá com baixo em dó#).

Este é um exemplo de acorde com baixo invertido. As notas que formam o acorde de A (lá maior) são: , dó# e mi. E aqui, a nota enfatizada é o dó#, que é o 3° grau do acorde.

Veja uma forma de tocar este acorde:

Legal né? Rsrs.

FINALIZANDO

Depois destes exemplos de música espero que tenha aberto a sua mente para os acordes com baixo invertido.

O uso do baixo invertido na música, transmite diferentes sensações e ao mesmo tempo rebuscam a harmonia e dão cor para a sonoridade. Isso é incrível!

Agora chegou sua vez de testar e tocar os acordes com baixo invertido. Se você já está se aventurando a tocar este acordes deixe um comentário aqui!

Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.

Um abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Gostou desse conteúdo?

Participe da nossa lista VIP e receba conteúdos exclusivos via email. É grátis:

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

CONHEÇA NOSSOS CURSOS EM VÍDEO ONLINE:

Método M30 – Realize o sonho de tocar sua 1ª música

Método M30 – Realize o sonho de tocar sua 1ª música

Aprenda a tocar sua 1ª música no piano ou teclado. O método M30 é a sua maior chance de aprender piano do zero

Piano Prime – Técnicas Incríveis para Embelezar suas Execuções

Piano Prime – Técnicas Incríveis para Embelezar suas Execuções

Torne suas execuções inesquecíveis e emocionantes com técnicas que irão elevar rapidamente o seu nível musical

Piano Kids – Seu filho tocando piano em 30 dias

Piano Kids – Seu filho tocando piano em 30 dias

Diferente de qualquer outro curso no mundo inteiro, o Piano Kids vai ensinar música para seu filho de uma forma divertida e emocionante.

COMO LER PARTITURAS

COMO LER PARTITURAS

Aprenda a ler partituras de uma forma extremamente prática e simplificada. Curso ministrado pela professora Raquel Xavier

Curso Extraordinários

Curso Extraordinários

Entre em estado acelerado de aprendizado nas teclas: estude do básico ao avançado de forma empolgante!