Acordes

Junte-se a milhares de tecladistas inteligentes e receba atualizações,
artigos e aulas exclusivas para levar sua musicalidade a um alto nível

Aprenda a “criar um clima” com seu teclado

Fala tecladista! Tudo certo? Aqui é o Augusto Canarin, do Aprenda Piano, para mais um artigo.

Vamos falar sobre um tema muito interessante, principalmente se você toca na igreja ou se toca estilos de música que pedem um determinado “clima” mais suave, angelical, romântico ou profundo.

Você pode estar se perguntando:

Como criar esses “climas” ou “ambientes” que os tecladistas profissionais criam em suas apresentações?

Vou tentar te dar algumas dicas interessantes e bem práticas para inspirar você a alcançar seus objetivos.

“Criar um ambiente adequado” se trata de saber usar determinados timbres, acordes e melodias produzindo o efeito desejado na audiência.

Como já sabemos, você pode usar sua música para mexer com as emoções das pessoas. Experimente assistir a um filme com o som desligado.

Você perceberá que o filme perde muito na emoção. Faça o teste você mesmo e perceberá como o filme fica sem graça.

Criando um clima na prática

Existem alguns passos importantes para criar o clima adequado ou desejado.

Há muitos tecladistas que tentam fazer isso apenas mudando o timbre no seu instrumento. Eles costumam pensar:

“Ah… é só jogar esses PADS aqui que eu vou arrasar!”

De fato, a mudança de timbres auxilia em muito na criação de determinados ambientes ou “climas”. Posso dizer que isso já é meio caminho andado.

Mas não para por aí!

Além de saber escolher os timbres certos, será necessário mudar sua forma de tocar. Veja alguns coisas que você terá que se preocupar:

  • Timbres;
  • Transição de timbres;
  • Forma de tocar;
  • Pedal de sustain;
  • Regulagem do volume;
  • Regulagem de graves, médios ou agudos;
  • Uso de efeitos;
  • Entrosamento com outros músicos;
  • Emoções que você quer despertar;
  • O perfil do público;
  • E muito mais.

Agora vamos ver na prática como seria se desejássemos criar um clima mais suave para tocar na igreja, por exemplo.

#1 Timbres

Para que exista a ambiência e o preenchimento da música seja adequado, o timbre que você deveria usar não precisaria ser o de piano. Dependendo do caso ele até deveria ser evitado.

O timbre poderia ser um estilo de cordas (strings), ou seja, precisa ter certas características que o timbre de piano não tem. Por exemplo, ao tocar qualquer nota, ela permanece tocando. A nota estende a sua sonoridade até que você tire as mãos do teclado.

Isso é importante para que o som não fique “cortando” durante sua execução.

Veja algumas opções de timbres interessantes:

  • Violino;
  • Violoncello;
  • Orquestra;
  • Choir ou vozes;
  • Pads em geral;

Os pads em qualquer teclado normalmente são bem úteis. Veja o que diz esse artigo da Vineyard sobre o mesmo assunto:

Muitos tecladistas usam o pedal de expressão para controlar o som do segundo layer (som que fica por baixo, como uma segunda camada). Ao usar um timbre combinado como o piano mais pads, por exemplo. O piano é tocado o tempo todo, mas o pads só aparece quando o pedal de volume é acionado, proporcionando mais dinâmica e realismo a sua execução.

Legal, né?

#2 Forma de tocar

Quando você toca piano ou teclado com o timbre original (quase sempre o primeiro que aparece quando você liga o instrumento), é comum se tocar na forma staccato, que é a forma de pulos sobre as teclas. Ou seja, você precisa ficar “batendo” nas notas, já que o som desaparece rapidamente, mesmo com o pedal de sustain apertado.

Com os pads ou timbres semelhantes você não precisará ficar se movimentando muito entre os acordes e notas. Em muitas ocasiões você vai precisar apenas segurar os acordes. É como se você tocasse um acorde, por exemplo o de Dó maior, e “batesse” só uma vez nas notas. No caso, você vai pressionar uma vez e pronto, não irá fazer arpejos, nem arranjos e nem nada do tipo.

Lembre-se: nesse exemplo queremos apenas criar um “clima” mais suave e angelical, sem muitos acordes e movimentos.

É interessante também você tocar de forma oitavada com a mão esquerda, utilizando bastante os graves. Mas cuidado para não “embolar” o som. Por isso, não é recomendado fazer acordes cheios com a mão esquerda.

#3 Pedal de sustain

O pedal de sustain é muito importante para esse estilo de música porque ele permite que você crie a ambiência podendo tirar as mãos do instrumento.

Por exemplo, toque o acorde de dó e pressione o pedal. Com isso você pode tirar as mãos do instrumento e o som permanecerá tocando, isso se o pedal ficar pressionado é claro.

Para um melhor uso do pedal de sustain selecione timbres que transicionam bem nas mudanças de notas e acordes. Há timbres que “cortam” o som abruptamente e eles não são interessantes caso você queira um som contínuo.

#4 Volume

Um dos segredos para se criar o ambiente adequado através da música é o volume. Não estou dizendo que precisa ser extremamente alto, porém deve ser intenso o bastante para atingir a emoção das pessoas. Elas precisam ouvir o seu som com clareza.

Alguns timbres exigem mais volume do que outros. Alguns também são mais estridentes e necessitam que o volume seja mais baixo para causar o efeito desejado e não incomodar os ouvintes.

Então, fique atento ao volume de cada timbre que você for usar. Cuide também do volume durante as transições de timbres.

Se possível, programe isso em seu teclado antes da apresentação.

#5 Graves, médios e agudos

É muito importante ficar atento para a equalização do seu instrumento e também cuidar da área do teclado que você estará tocando.

Por exemplo, se a música necessita de mais peso (graves), você deve regular seu instrumento e selecionar um timbre adequado. Além de mudar sua forma de tocar, para atingir esse objetivo.

Agora, se quiser algo mais estridente para uma determinada melodia, use a região mais aguda do seu instrumento. Isso só são alguns exemplos para você ficar mais atento nesse sentido.

Para finalizar

Chegamos ao fim de mais um artigo aqui no Aprenda Piano. Meu desejo foi apenas passar um pouco da minha experiência como músico de igreja e espero que você possa ter extraído algo de útil.

Recomendo que você continue estudando e elevando o seu nível musical com nossos artigos.

Forte abraço e até logo,
Augusto Canarin

Gostou desse conteúdo?

Participe da nossa lista VIP e receba conteúdos exclusivos via email. É grátis:

Deixe seu Comentário ou Dúvida

Leave a reply

CONHEÇA NOSSOS CURSOS EM VÍDEO ONLINE:

Aguarde a Próxima Aula Extraordinária

Aguarde a Próxima Aula Extraordinária

Prepare-se para o lançamento de mais uma aula extraordinária do Aprenda Piano. Previsão de lançamento: final de Setembro!

Piano Prime – Técnicas Incríveis para Embelezar suas Execuções

Piano Prime – Técnicas Incríveis para Embelezar suas Execuções

Torne suas execuções inesquecíveis e emocionantes com técnicas que irão elevar rapidamente o seu nível musical

Aguarde a Próxima Aula Extraordinária

Aguarde a Próxima Aula Extraordinária

Prepare-se para o lançamento de mais uma aula extraordinária do Aprenda Piano. Previsão de lançamento: final de Setembro!

Aguarde a Próxima Aula Extraordinária

Aguarde a Próxima Aula Extraordinária

Prepare-se para o lançamento de mais uma aula extraordinária do Aprenda Piano. Previsão de lançamento: final de Setembro!

Método M30 – Realize o sonho de tocar sua 1ª música

Método M30 – Realize o sonho de tocar sua 1ª música

Aprenda a tocar sua 1ª música no piano ou teclado. O método M30 é a sua maior chance de aprender piano do zero


Aprenda Piano © Todos os direitos reservados.